Eurotrip Day 3 – EU FUI NO JANE AUSTEN CENTRE! EU FUI NO JANE AUSTEN CENTRE!

First things first: hoje foi meu primeiro dia de aula. Além de três dos brasileiros (Clara, Vicente e Monique, coincidentemente os três com quem eu já tinha conversado um pouco), sou colega da Fiona (Taiwan), Anne Sophie (Dinamarca) e uma coreana cujo nome eu não consigo me lembrar. Mas as meninas são bem legais e a Fiona ficou toda impressionada porque existe gente que escuta c-pop no Brasil, hahahaha.

A Natalia me trocou por uma suíça, então acabei passando a maior parte do dia com a Anne Sophie. Depois da aula, eu comecei a usar a internet, mas o grupo de POA estava saindo pro Jane Austen Centre, e o Vicente, a Monique e a Clara queriam que eu fosse, mas eu meio que já tinha combinado de ver Twilight com a Anne Sophie e a Fiona. No fim, eu obviamente não me agüentei e fui com os brasileiros.

O Jane Austen Centre fica na Gay Street, a mesma rua onde a Jane Austen morou com a mãe e a irmã um pouco depois de perder o pai. Descobri que ela morou em várias outras casas em Bath, incluindo no 4 Sydney Gardens, por onde eu passo todo dia de manhã! 🙂

Os pirralhos correram pra ver toda a exposição, então não consegui prestar muita atenção nas coisas. A mostra se concentra na relação da Jane Austen com Bath, não só durante o tempo em que ela morou aqui, como na forma como ela apresenta a cidade através dos romances (especialmente Northanger Abbey e Persuasion). São mostradas reproduções de cartas, jornais e livros da época, com vários displays com reproduções de roupas, salas, jogos de carta, instrumentos utilizados, etc. Num determinado momento, se entra em uma pequena sala de projeção, onde fica passando um filme em looping a cada 15 minutos. O filme tem mais ou menos 12 minutos, e é apresentado pela Amanda Root (a Anne do Persuasion de 1995). Ela fala sobre a relação da Jane Austen com Bath, e de como essa relação é apresentada nos livros.

No final, existe uma sala com os figurinos originais de Miss Austen Regrets. O tour obviamente termina numa gift shop, onde os pirralhos compraram mesmo sem saber de quem se tratava. Eu tentei explicar algumas coisas (pra alguns interessados, como a Clara, eu indiquei livros) e obviamente conversei com as senhoras responsáveis pelo centro. Elas ficaram bem felizes que gente de tão longe foi até lá, e ficaram com pena de mim por ter que agüentar os pirralhos, tanto que me deixaram entrar de novo na exposição (a primeira vez eu quase não vi nada porque os pirralhos não gostaram muito e saíram em menos de 10 minutos).

Na segunda vez eu consegui ler todos os displays, prestar atenção nos detalhes, conhecer mais detalhes sobre coisas que eu só sabia superficialmente. Em termos de tamanho, não é uma grande exibição, mas é bem interessante em função dos detalhes apresentados. Nos finais de semana, existe um tour a pé que sai do Centro de Turismo em frente à Abadia e passa por todos os lugares onde a Jane Austen morou, ou se inspirou para escrever, ou onde foram filmadas cenas de filmes e séries baseados na obra dela. Acho que vou fazer isso nesse sábado, porque vai ser um bom complemento para a experiência de hoje.

Não fiquei muito tempo na loja da segunda vez porque 1) eu não posso comprar! eu não posso comprar! (isso obviamente não vai durar muito tempo, mas o quanto mais eu conseguir me segurar, melhor) e 2) ainda dava tempo de ver o filme com as meninas, então eu voltei pra escola. Vimos Twilight e, no começo, era só mulherada. Lá pelas tantas, o Juanjo apareceu e ficou até o final, honrando o gênero. No almoço, eu tinha discutido sobre o filme com a Anne Sophie e a Monique. Elas gostaram do primeiro filme, e eu fique toda “Hello? Cara de sofrimento? MACACOARANHA?”. Mas assim que terminou o filme, a Anne Sophie me deu razão e só dizia “mas eu lembro que quando eu vi da primeira vez era melhor…”.

A gente meio que tinha combinado de ir no teatro amanhã, mas eu esqueci de dar dinheiro pra Penny tentar comprar ingresso. Eu lembrei de pedir pra Penny procurar ingresso pro jogo de rugby, e quando eu contei pra Rachel, ela disse que o Mark tem season tickets e provavelmente vai. Pelo menos vai ser legal ter com quem falar sobre esportes, mesmo que eu vá ver ele no máximo meia vez por semana.

Aliás, conversei bastante com a Rachel hoje à noite, o que foi legal. De manhã ela estava meio estressada, então não sei se ela descontou em mim ou coisa assim. Amanhã vou esperar ela sair pra fazer o que eu tenho que fazer, porque daí vai ser mais tranqüilo. Pelo menos a Abby, a gata, me ama, porque passou a manhã se trançando nas minhas pernas.

Como ontem, são recém 8h da noite e eu estou morrendo de sono. Já fiz meu homework (era só ler um artigo), mas acho que vou ver alguns seriados antes de dormir. Não sei o que fazer quando acabarem os episódios que eu trouxe (mentira! eu sei: eu trouxe meu diretório de livros, hahaha).

Vou ter que levar o computador para a escola amanhã, então provavelmente vou postar tudo o que está faltando. Talvez não as fotos (ainda são poucas), mas pelo menos isso aqui não vai ficar deserto.

Advertisements

Leave a comment

Filed under On the road

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s